Unidados Contabilidade

Notícias

Conheça 5 formas de se preparar para fazer a declaração do Imposto de Renda 2024

Especialista em finanças pessoais ressalta a importância de entregar a declaração no prazo

O período para a entrega da declaração do imposto de renda está próximo do fim, tendo como prazo até o dia 31 de maio. Dados da Agência Brasil apontam que mais de 20,3 milhões de declarações já foram entregues e a expectativa da Receita Federal é receber 43 milhões de declarações em 2024. No ano passado, foram mais de 41 milhões.

Segundo o especialista em finanças pessoais, João Victorino, o primeiro passo é checar se existe a necessidade de fazer a declaração, pois há situações em que as pessoas são isentas de entregar. Nestes casos, é necessário que a população esteja atenta às novas regras, como por exemplo, do limite para rendimentos tributáveis, que subiu de R$ 28.559,70 para R$ 30.639,90, para que possam agir conforme o estabelecido.

Além disso, João explica que é importante se atentar às datas. “O período para entregar a declaração dura mais de dois meses, porém, muitas pessoas insistem em deixar o preenchimento para última hora, o que pode ser prejudicial e render multas. Sem contar que estar entre os primeiros a declarar também pode ser bastante vantajoso, visto a possibilidade de receber eventual restituição mais rápido”, afirma.

Neste cenário, o especialista elencou 5 formas de se preparar para a declaração do IRPF:

  1. Tenha um bom contador;
  2. Guarde comprovantes em pastas;
  3. Separe os documentos por mês;
  4. Atualize-se em sites oficiais, como o da Receita Federal;
  5. Veja se você tem direito a prioridade para receber a restituição (PcD e pessoas com mais de 60 anos).

Além desses pontos, João ressalta que parte da população costuma confundir as datas e não sabem que o imposto de renda de 2024 diz respeito à vida financeira de 2023, por essa razão, é necessário analisar os valores que foram recebidos durante no ano anterior, para que seja possível prestar contas perante a Receita Federal.

Outro lembrete importante é que o teto para rendimentos isentos e não tributáveis mudou. “Subiu de R$ 40 mil para R$ 200 mil. Ou seja, alguns ganhos não precisarão mais pagar imposto. Se você vendeu um imóvel e teve um ganho em 2023 de R$ 190 mil, não precisa pagar IR sobre esse valor. E o total de posses que te obrigavam a declarar mudou de R$ 300 mil para R$ 800 mil. São muitas mudanças, fique de olho para não ter trabalho à toa”, finaliza João.

Sobre João Victorino
João Victorino é administrador de empresas, professor de MBA do Ibmec, especialista em finanças pessoais, formado em Administração de Empresas, tem MBA pela FIA-USP e Especialização em Marketing pela São Paulo Business School. Após vivenciar os percalços e a frustração de falir e se endividar, a experiência lhe trouxe aprendizados fundamentais em lidar com o dinheiro.

Hoje, com uma carreira bem-sucedida, João busca contribuir para que pessoas melhorem suas finanças e prosperem em seus projetos ou carreiras. Para isso, idealizou e lidera o canal A Hora do Dinheiro com conteúdo gratuito e uma linguagem simples, objetiva e inclusiva.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Agenda Tributária

Cotação Dólar

Indicadores diários

Compra Venda
Dólar Americano/Real Brasileiro 5.173 5.1742
Euro/Real Brasileiro 5.6269 5.6349
Atualizado em: 28/05/2024 08:30